Litoral Norte Segurança Pública

Região registrou 14 mortes e 48 estupros no primeiro trimestre

O Litoral Norte registrou 14 mortes no primeiro trimestre, o mesmo número registrado nos três primeiros meses de 2018. Os casos de estupros cresceram muito, foram 48 este ano contra 18 registrados no ano passado. Os roubos reduziram pela metade este ano, mas permanecem elevados, foram 304 este ano contra 606 no ano passado

Por Salim Burihan

Catorze pessoas foram mortas no Litoral Norte no primeiro trimestre deste ano, segundo dados fornecidos pela secretaria de Segurança do Estado de São Paulo.

Caraguatatuba liderou o ranking dos assassinatos com sete vítimas. Ubatuba teve cinco mortes; e, São Sebastião, duas. Em Ilhabela, não houve registro de assassinatos no primeiro trimestre deste ano.

O número de mortes nos três primeiros meses deste ano foi igual ao registrado no mesmo período do ano passado, 14 mortes.

Segundo a polícia militar, as mortes ocorridas no primeiro trimestre estão ligadas ao tráfico de drogas ou acerto de contas entre marginais.

Houve apenas um caso de latrocínio(roubo seguido de morte) em Caraguá este ano. No ano passado, no mesmo período, ocorreu um latrocínio em Ubatuba.

O número de roubos caiu pela metade, mas permanece elevado em duas cidades nos três primeiros meses deste ano: Foram 125 em Caraguatatuba e 118 em Ubatuba. São Sebastião registrou 51 roubos e Ilhabela, dez.

A região registrou 48 estupros no primeiro trimestre: 26 em Caraguá, 11 em São Sebastião, 10 em Ubatuba e apenas um em Ilhabela. No ano passado, na mesma época, foram apenas 18 estupros.

Balanço

No primeiro trimestre deste ano, Caraguá registrou sete mortes, um latrocínio, 26 estupros, 125 roubos, quatro roubo de veículos e 486 furtos.

No mesmo período no ano passado, foram três mortes, nenhum latrocínio, quatro estupros, 205 roubos, nove roubos de veículos e 55 furtos.

São Sebastião registrou no primeiro trimestre: duas mortes, nenhum latrocínio, onze estupros, 51 roubos, nenhum roubo de veículo e 276 furtos.

No primeiro trimestre do ano passado foram: sete mortes, nenhum latrocínio, seis  estupros, 56 roubos,  um roubo de veículo e 335 furtos.

Ubatuba teve no primeiro trimestre deste ano cinco mortes, nenhum latrocínio, dez estupros, 118 roubos, nenhum roubo de veículo e 521 furtos.

No mesmo período o ano passado foram registrados: quatro mortes, um latrocínio, quatro estupros, 82 roubos, cinco roubo de veículos e 443 furtos.

Ilhabela não registrou nenhuma morte,  nenhum latrocínio e nenhum roubo de veículo no primeiro trimestre deste ano. Foram dez roubos, 153 furtos e um estupro este ano.

No ano passado, Ilhabela contabilizou quatro estupros, dez roubos e 122 furtos.

Segurança

O prefeito de Caraguá, Aguilar Júnior, disse que irá priorizar a segurança em sua cidade este ano. “Precisamos melhorar a sensação de segurança por parte da população”, afirmou.

Prefeito Aguilar Júnior garante que vai priorizar a segurança pública

Aguilar se comprometeu a instalar câmeras de monitoramento e a criar uma guarda municipal armada. A guarda terá 70 homens e deve ser viabilizada até o final do ano.

Em São Sebastião, o prefeito Felipe Augusto reforça a guarda municipal e o monitoramento por câmeras. Os índice criminais da cidade reduziram bem nos últimos dois anos.

O comandante do CPI-1(Comando de Policiamento do Interior), coronel José Eduardo Stanelis, disse que a policia militar fará ações integradas em todas as cidades da região para reduzir os índices criminais.

1 Comentário

  • Muita se falar em “fazer”, “faremos”, “estaremos fazendo”. Mas nada é feito, nada farão. Isso é a mais profunda verdade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.