Fiscalização Tamoios

Estado faz sindicância para apurar obras executadas nos contornos da Tamoios

O presidente da Dersa, Milton Persoli, esteve nesta quarta(24), em São Sebastião, em reunião da Frente Parlamentar do Litoral Norte, onde procurou esclarecer dúvidas sobre problemas na travessia de balsa entre São Sebastião e Ilhabela e nas obras da Rodovia dos Tamoios e seus contornos Norte e Sul.

Tamoios

Persoli confirmou que a s obras dos contornos foram suspensas e os contratos rescindidos. A licitação para a continuidade das obras depende ainda de uma sindicância está sendo feita para apurar o que foi executado e o que foi pago.

As obras dos contornos foram paralisadas no ano passado. Este ano, a Secretaria dos Transportes rescindiu os contratos com as empreiteiras Queirós Galvão e Serveng.

Segundo ele, cerca de 70% das obras dos contornos teriam sido executadas. Após a nova licitação, segundo Persoli, a obra deverá ser concluída em dois anos.

Com relação as rodovias Tamoios e Rio-Santos, Persoli sugeriu que um novo encontro fosse realizado para tratar dessas questões. As Câmara Municipais da região devem encaminhar uma moção ao governador João Doria solicitando a suspensão da cobrança do pedágio na Tamoios até que a rodovia seja totalmente concluída.

Travessia

Persoli disse que a Dersa está trabalhando para diminuir os problemas na travessia, com ações, como o serviço de manutenção 24 horas e compra de novos motores.

No feriado da Semana Santa, segundo ele, ocorreram alguns atrasos porque duas embarcações saíram de circulação para serviços de manutenção na véspera do feriado e devido ao excesso de caminhões na travessia.

O presidente da Dersa entende que deve haver restrição de caminhões em alguns horários, nos finais de semana, principalmente, aqueles que transportam material de construção.

FREPAP

Estiveram presentes à reunião, os presidentes das Câmaras de São Sebastião, vereador Teimoso; de Caraguá, vereador Carlinhos da Farmácia; de Ilhabela, Marquinhos Guti; e vereadores das quatro cidades.

Para o presidente da Frente Parlamentar do Litoral Norte, vereador de Ilhabela, Valdir Veríssimo, o encontro foi bastante produtivo. O presidente das Câmara de Caraguá, Carlinhos da Farmácia, entende que, enquanto a Tamoios não for concluída a cobrança de pedágio pela concessionária é indevida. “Vamos continuar pressionando o governo nesse sentido”, comentou.

Pedágio

Segundo a Concessionária Tamoios, que administra a rodovia, a cobrança de pedágio na Tamoios está prevista no contrato de concessão firmado, em dezembro de 2014, entre o estado e a concessionária. A concessionária informou ainda que as obras na rodovia, incluindo a duplicação do trecho de serra, devem ser finalizadas no segundo semestre de 2021. Os investimentos são de R$ 2,8 bilhões.

A Artesp(Agência de Transporte do Estado de São Paulo), que fiscaliza as rodovias sob concessão do estado, a cobrança do pedágio na Tamoios atende as normas do contrato de concessão. As interdições nos períodos de chuva é uma medida operacional que visa a segurança dos usuários, segundo a Artesp. O órgão confirmou que uma nova praça de pedágio será instalada em Caraguá quando forem concluídas as obras de duplicação do trecho de serra.

 

1 Comentário

  • Mais uma vez, mais do mesmo, ou seja, nenhuma definição, só vagas promessas e ainda saiu pela tangente quando o assunto foi a duplicação da Tamoios na serra.
    Entendo que nossos políticos deveriam falar com o governador porque esse pessoal de segundo e terceiro escalões só enrolam.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: