Verão

Turista paga R$ 11,5 mil pra ir de helicóptero ao litoral

Foto: Divulgação

Táxi aéreo registra aumento na procura nesta época do ano; empresas também oferecem compartilhamento de aeronaves para reduzir custos

Por Gustavo Nascimento, de São Sebastião

Fazer o trajeto de São Paulo até Ilhabela de helicóptero, em apenas 50 minutos, driblando congestionamentos nas rodovias e ainda a tão famosa fila da balsa é o grande sonho da maioria dos turistas. Quando se fala em passar as férias na badalada praia de Maresias, na Costa Sul de São Sebastião, o tempo total cai para apenas 40 minutos.

Agilidade e economia no tempo são as palavras-chave para inúmeros passageiros que optam em passar as férias de Verão no litoral utilizando táxis aéreos. O serviço viveu seu maior boom entre os anos de 2010 e 2014, quando houve aumento significativo no fechamento de contrato com as companhias. Após a queda na procura na última temporada, o mercado se prepara para uma recuperação no próximo ano.

Consultada pela redação do Portal Tamoios News, a empresa Helimarte fecha na capital paulista o fretamento de helicópteros que acomodam de três a cinco pessoas. Em Maresias, a Smart Turismo é agência credenciada no litoral para agendamento de voos.

Do Campo de Marte, em São Paulo, para o heliponto em Ubatuba, o turista chega a pagar R$ 11.500 para o helicóptero que acomoda cinco passageiros. O voo dura, no máximo, uma hora e dez minutos.

Já para Ilhabela, a mesma aeronave custa R$ 9.600 enquanto que para o heliponto de Maresias, o fretamento custa R$ 8.300 para até cinco pessoas. Todas as taxas, incluindo de pouso, estão contempladas.

“É um serviço que oferece agilidade ao cliente e proporciona menor tempo gasto de deslocamento. Temos um cliente que estava de férias, mas precisava ir a São Paulo resolver um problema de sua empresa. Ele usou o helicóptero e retornou ao descanso em menor tempo do que se usasse outros meios”, explicou o coordenador de voos da empresa Helimarte, Rafael Dylis.

Compartilhamento – Outra modalidade de voos para o litoral que registra aumento expressivo nos meses de verão são os helicópteros na modalidade propriedade compartilhada, que é quando a aeronave é vendida em cotas, cada uma representando um percentual mínimo de participação na máquina, que varia de acordo com o modelo de helicóptero ou avião escolhido.

Segundo a Avantto, uma das empresas especializadas neste ramo, os custos fixos relativos à existência da aeronave, que incluem tripulação, hangaragem e seguro, são divididos entre os cotistas, resultando em significativa redução de despesas.

Com relação à procura, a Avantto informou à reportagem que o volume de horas voadas caiu em 2016 em relação a 2015. Porém, nos últimos meses do ano passado, a quantidade de horas voadas ficou equivalente ao mesmo período do ano anterior.

“Se a pessoa é uma usuária regular de helicóptero (5 ou mais horas/mês) já vale a pena, do ponto de vista financeiro, ser proprietária de uma aeronave na modalidade compartilhada. Na Avantto, a aeronave está sempre disponível e a empresa é a única do país a possuir o conceituado selo de segurança IS-BAO nível II”, disse a empresa, em nota.

Como contratar

Táxi Aéreo 

Smart Turismo

Av. Francisco Loup, 80, Maresias, São Sebastião

Telefone/WhatsApp: (12)  99450-2720

www.helimarte.com.br

Propriedade Compartilhada

Avantto

Telefone: (11) 5627-4200

www.avantto.com

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.