Geral São Sebastião

Fotos: Ambiental resgata atobá, que ferido, estava à deriva no mar

Policiais Militares da CIAMAR( Companhia de Policiamento Ambiental Marítimo), do 3° Batalhão de Polícia Ambiental do Estado de São Paulo, resgataram no domingo(23), um atobá que estava ferido no mar. Sem poder voar, por causa da asa quebrada, o atobá estava à deriva no mar.

Atobá não conseguia voar por causa da asa quebrada

O resgate foi feito durante um patrulhamento marítimo pelo costa paulista. Os policiais perceberam a ave marinha com dificuldades de voo e se aproximaram. Quando retiraram a ave do mar perceberam que ela estava com a asa esquerda quebrada, por isso, não conseguia levantar voo.
A ambiental recolheu a ave e encaminhou ao aquário Aquamundo, no Guarujá, onde um veterinário iniciou o tratamento. A ave, da espécie Atobá-Pardo, de nome científico “Sula leucogaster”, assim que se recuperar será solta em seu habitat natural.

O atobá é uma ave marinha, que vive perto da costa, construindo seus ninhos em ilhas isoladas costeiras ou oceânicas, mas que pode migrar por grandes distâncias, longe das suas colônias reprodutivas originais. Escolhe fazer seus ninhos geralmente em locais de difícil acesso, bastante íngremes e com terreno acidentado, especialmente penhascos.

Alimenta-se de uma grande diversidade de peixes, que captura mergulhando até profundidades de 10 a 15 metros. Por ter o hábito de mergulhar, seu bico é anatomicamente adaptado ao mergulho, sendo pontudo e robusto, bastante característico das aves do gênero Sula(Wikipédia).

%d blogueiros gostam disto: