Litoral Norte Polícia

Litoral Norte registrou 52 mortes em 2018, duas a menos que em 2017

fotos: Divulgação. Quadrilha foi presa por roubos e tráfico após investigações da Polícia Civil

Segundo a estatística feita pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, as cidades do Litoral Norte registraram 52 mortes em 2018. Foram duas mortes a menos que o total de homicídios registrados no ano anterior(2017), quando ocorreram 54 mortes na região. 

A cidade de Caraguá registrou o maior número de mortes em 2018, foram 20 homicídios contra 24 ocorridos em 2017. Ubatuba contabilizou 19 mortes em 2018, contra 14 registradas em 2017. 

Em São Sebastião foram 11 mortes em 2018. Em 2017 a cidade tinha registrado 15 homicídios. Ilhabela teve duas mortes em 2018, em 2017, ocorreu apenas um homicídio na ilha.  

O número de roubos reduziu em Caraguá, mas a cidade ainda é a que mais registra este tipo de ocorrência na região. Em 2018 foram 638 roubos, em 2017, o número deste tipo de ocorrência foi bem maior, 785.  

Ubatuba teve em 2018 um total de 316 roubos, contra 384 registrados em 2017. São Sebastião também registrou queda no número de roubos, foram 194 em 2018 e 289 em 2017. Em Ilhabela o número de roubos em 2018 foi idêntico ao de 2017, 31 ocorrências.  

Caraguá liderou em 2018 o número de furtos, foram 2027 ocorrências. Ubatuba teve 1335 furtos; São Sebastião, 1040; e, Ilhabela, 514 ocorrências deste tipo.  

O número de estupros tem crescido muito na região. Caraguá registrou 49 casos no ano passado; São Sebastião, 33; Ubatuba, 25; e, Ilhabela, 16 casos.

Mortes 

A polícia civil conseguiu esclarecer as duas mortes de maior repercussão na região. Em junho, dois homens mataram um estudante, de 17 anos, em Caraguá, para roubar um celular. Em outubro, um arquiteto, de 37 anos, foi assassinado entro de sua casa, no centro de  São Sebastião. 

O estudante foi morto durante o roubo de um celular

 Caraguá

O estudante Matheus Gomes de Almeida, de 17 anos, foi morto a tiros, no dia 19 de junho, quando deixava sua casa no Travessão, para ir ao IF(Instituto Federal) onde estudava. O estudante foi

morto por causa de um celular.

A polícia civil agiu rápido e conseguiu prender dois homens, um de 23 anos e o outro, de 37 anos, autores do crime. Os dois tinham passagens pela polícia por porte de arma, lesão corporal e tráfico de drogas. 

 

 

 

 

São Sebastião

Em São Sebastião, a morte do arquiteto e funcionário público municipal Wesley Augusto Santana, de 37 anos, no dia 6 de outubro, causou grande impacto na cidade. O caso foi investigado pelo delegado do 1º Distrito Policial de São Sebastião, Vanderlei Pagliarini. 

O delegado fez um excelente trabalho investigativo e conseguiu esclarecer a morte do arquiteto. O resultado surpreendeu muita gente. Foram denunciados pelo crime, inicialmente, um amigo de Lelo e, posteriormente, a viúva do arquiteto, Paula Regina Martins Santana.

 

Robson de Souza, o Kero-Kero, amigo de Lelo,  está preso no CDP de Caraguá. Paula está presa no CDP de Tremembé, no Vale do Paraíba. Os dois aguardam o julgamento.

Polícia Militar

Nesta sexta(25) a Polícia Militar fez um balanço sobre os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública, com relação aos índices registrados na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte (39 municípios) em 2018. Segundo a PM mais uma vez atingiu a marca de redução de 6 (seis) dos 9 (nove) indicadores criminais controlados pela Secretaria, a saber:

Crime 2017 2018 %
Roubo 9987 8304 -16,9
Roubo a Banco 4 3 -25
Roubo de Veiculo 1673 1642 -1,9
Roubo de Carga 227 183 -19,4
Furto 25525 23185 -9,2
Furto de Veículo 4892 4472 -8,6
* Fonte: SSP/SP

Importante lembrar que registramos diminuição de: – 2340 furtos, – 1683 roubos, – 451 roubos e furtos de veículos, – 44 Roubos de Carga e – 1 Roubo a Banco. Tais resultados, segundo a PM,  incidem diretamente na percepção de segurança das pessoas e
sinalizam que a corporação está no caminho certo da solução dos problemas criminais da região.

A PM ressaltou que quatro (04) destes indicadores, obteve o melhor resultado dos últimos cinco (05) anos, a saber: Furto, Roubo, Roubo de veículos e Roubo de Cargas. A PM informou ainda que embora o trabalho executado com afinco e dedicação, juntamente com todos os parceiros, houve uma variação no percentual de alguns delitos (Homicídio + 5,2%, Estupro + 14,4%, e Latrocínio + 14,3%), situação que já é objeto de estudo e desenvolvimento de novas estratégias.

A PM destacou abaixo, os indicadores de produtividade no período abrangido:

Indicadores Operacionais 2018

Pessoas Presas** 8755
Armas apreendidas 747
Drogas apreendidas (kg) 2.294
** Inclui: maiores/menores presos em flagrante/sindicados; presos por mandado; recapturados
(foragidos da justiça) pela PM

A Polícia Militar do Estado de São Paulo informou ainda que atua diuturnamente na busca incessante da maximização dos resultados operacionais e na consequente redução dos indicadores criminais, visando aumentar a percepção de segurança da população.
Em caso de emergência, deve-se acionar o Policial Militar mais próximo ou ligar no telefone de emergência 190.

 

  

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: