Geral Ubatuba

Homem preso em Ubatuba após estuprar mulher que ia para a igreja foi denunciado por outras mulheres

A Polícia Militar de Ubatuba, prendeu C.L.S.S., de 30 anos, acusado de estupro, na manhã deste domingo(12), em Ubatuba. O crime ocorreu por volta das 7 horas da manhã, no Parque Vivamar, quando C.L.S.S., armado de uma faca agarrou à força S.R.C, de 49 anos,  que ia para a igreja e a colocou no seu carro, um Fiat Palio, de cor cinza, ano 1998.

O homem levou a mulher para um local deserto e a estuprou. A vítima, logo após ser violentada e liberada, acionou a PM. Ela foi socorrida e encaminhada ao Pronto Socorro. Lá, S.R.C forneceu detalhes da cor do carro e da placa do carro utilizado pelo estuprador.

A PM fez várias combinações entre o número, a letra e a cor do veículo no sistema Detecta, para tentar localizar o autor.

Após várias pesquisas chegaram a um veículo de São Paulo, que tinha comunicação de venda para a cidade de Ubatuba. Pegaram a foto da pessoa que adquiriu o veículo e apresentaram para a vítima que o reconheceu como sendo o como o autor do estupro.

A PM descobriu que o homem mudava de endereço, constantemente, para tentar esquivar-se dos crimes que cometia com frequência. Pesquisando, ainda, no sistema Detecta, os policiais militares localizaram um boletim de ocorrência, onde uma das partes era uma namorada do estuprador.

De posse do endereço da namorada do homem, os policiais entrevistaram a mulher para saber aonde ele estava hospedado. Com o endereço, a PM foi ao local e prendeu o estuprador, que na delegacia foi reconhecida pela vítima. C.L.S.S foi autuado por crime de estupro e ficou preso.

Estuprador

C.L.S,S, de 30 anos, preso pelo estupro no domingo, possuía ocorrências de Lesão Corporal, Difamação e através dos boletins de ocorrências, fica claro que ele é um indivíduo violento.

Em suas ocorrências localizadas nos bancos de dados, ele namorou com F.S.J., a qual registrou uma ocorrência em que após o rompimento do namoro com o autor, e transcorrido 09 dias, ele invadiu a sua casa e tentou beijá-la a força, quando ele teve a resposta negativa dela, ele a puxou pelo cabelo e a agrediu com uma tapa no rosto e a ameaçou.

Com outra namorada, D.C.S.M., ele a namorou por um período de 1 ano, e após o rompimento, o autor enviava fotos dela com ele praticando sexo oral e fotos intimas, e também para vários grupos de watsApp, e ainda a vivia ameaçando. Com M.A.B., que tinha um filho com ele, ela possui medida protetiva em desfavor do autor.

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: